Maquiagem: Quando tudo começou

5

É, essa maquiagem que nos deixa lindas e maravilhosas com muita alto-estima, existe a muito tempo. Eu achei muito interessante o texto e quero dividir com vcs. Vamos ver:
 

Egito

A história da maquiagem começa no antigo poderoso império Egípcio, onde os faraós pintavam os olhos para que evitasse que as pessoas olhassem-no diretamente, era um símbolo político de respeito e religioso (olho de Rá). Mais ou menos na mesma época, Cleópatra já usava pó khol nas pálpebras, assim como tomava banho de leite e usava argila no rosto.


Roma e idade média
Passando para outro poderoso império, o de Roma, as mulheres usavam máscaras de farinha, miolo de pão e leite durante a noite sobre o rosto para melhorar a pele. Essa prática durou pouco, pois por indignação masculina, foi decretada como bruxaria o uso de produtos “naturais” pelo parlamento inglês no século XVIII. No entanto, apesar da proibição do parlamento, o “batom” ou algo semelhante a ele passou a ser bastante usado e virou moda no século XVII.


Maquiagem Contemporânea
Já a evolução da maquiagem na era contemporânea teve seu impacto na moda e na sociedade:



Anos 30 - Olhos sofisticados e provocantes.

Sobrancelhas totalmente depiladas e redesenhadas com lápis, num traço fino, ousado e marcante. Sombras de pálpebras em pó exploravam todos os matizes, indo dos castanhos aos cinzas, e inclusive ao preto para a noite. Os cílios cuidadosamente recurvados e cobertos por máscaras para cílios. Para evitar todo excesso considerado vulgar, a maquiagem da boca tornou-se mais discreta.






Anos 40 - Olhos armados de guerra.


A beleza, sinônimo de saúde, era considerada um dever nacional.


Os efeitos da guerra abalaram o mundo e o mercado de cosméticos teve uma queda em função da falta de matérias-primas.

Graxa para as botas serviam como máscara para cílios, o carvão, como sombra de pálpebras, a graxa para sapatos como tintura para as sobrancelhas e pétalas de rosa embebidas em álcool produziam um blush líquido da era vitoriana. Ao longo de todo o conflito, as estrelas usaram cabelos longos, um modo de exprimir feminilidade numa época em que muitos outros meios não eram mais acessíveis.





Anos 50 - Olhos de gazela.


Modelados pela sombra nas pálpebras, o lápis de sobrancelha, a máscara para cílios e sobretudo o delineador. A importância da maquiagem dos olhos trouxe uma infinidade de criações e reformulações de produtos. A maquiagem realçava a palidez da pele e a intensidade dos lábios. Os pós-de-arroz e compacto estavam mais que presentes.


Anos 60 - Olhos de adolescente.
Na mesma época, surgiram as minissaias e as mulheres começaram a deixar de lado o clássico e então "ultrapassado" visual fatal. A feminilidade transitava entre o comportado e o irreverente. As cores eram fortes, puras, verdadeiras: rosa-choque, dourado, verde, violeta e laranja. Os anos 60 marcam o início da cultura pop americana.


 



Anos 70 - Olhos em busca de liberdade.


A beleza toma um aspecto moral e psicológico. Não existem mulheres feias, há somente mulheres que ainda não se conhecem. Pela primeira vez na evolução da beleza, homens e mulheres podiam escolher sua aparência seguindo seu estilo de vida pessoal, e não somente as exigências da moda.


A maquiagem e os cortes de cabelo se tornaram, mais que nunca, meios de expressão de escolhas.

Cabelos livres, pele bronzeada e lábios brilhantes fizeram dos anos 70, uma década de beleza explosiva. 




Anos 80 - Olhos cheios de movimento.


Sob as luzes estroboscópicas, a juventude dourada e coberta de lantejoulas tinha os lábios muito vermelhos, os olhos pintados de azul-elétrico e as maças do rosto realçadas por blushes cor de tijolo. Os códigos de beleza começavam a mudar de acordo com as estações do ano. A sombra passava do castanho ao violeta e era esfumaçada, em arco-íris. Os cílios eram alongados com máscaras coloridas (verde relva e azul piscina) e a prova d'água. No topo dos anos 80, triunfava Madonna, que foi um marco da década em que era proibido "fraquejar". A beleza virou competição e as mulheres passaram a cuidar muito do corpo. Os músculos demonstravam que elas não seriam mais intimidadas.






Anos 90 - Olhos menos cintilantes e mais decadentes.
Cansada dos agitos dos anos 80, as mulheres dos anos 90 apresentam uma beleza esquálida e perturbadora que representa uma sociedade em fase de mutação.

Tatuagem e piercings fazem do corpo um campo de expressão da feminilidade "debochada".






De 2000 aos tempos atuais - Olhos espirais levam ao túnel do tempo.


Fragmentos de todas as décadas passadas se misturam e contam um pouco da história da beleza feminina através dos tempos. Com a chegada do novo milênio, os diversos aspectos adotados pela beleza nos serviram de espelho. A aparência, em manifestações diversas e imagens extremas, refletiu os processos de transformação. Os dois últimos anos misturam todos os possíveis estilos de moda e maquiagem. Trazem a classe e a elegância do início do século, a delicadeza sexy dos anos 60, a irreverência dos anos 80 e a "apatia" em tom de protesto dos anos 90.




Gostaram? comentem!




Créditos:Bllogados

5 comentários:

bellyf disse...

Bem legal o post
Otimo fim de semana
Beeijos
@Beellyf
http://bellyfcherry.blogspot.com/

Unhas pintadas e cia disse...

Genteee q post mais perfeito

as me senti velha vendo esse cd da xuxa tah hahahahaha

muito bom saber da história da make =)

Beijoooo
Monique

http://unhaspintadasecia.blogspot.com

Laylla Leite disse...

Adorei o post!
Uma volta e tanto no tempo :D
Só presenciei as duas últimas décadas, mas é legal conhecer um pouco mais das outras ^^
Beijo!

Bárbara disse...

Adoreeei... nunca tinha parado pra pensar na história da maquiagem, e tudo começou pelos faraós hein? interessante...
estou te seguindo... me segue tbm?
http://bonitinhaecia.blogspot.com/

beijos

Mary disse...

Post muito bom, adorei! bjuss

http://mary-cherrybomb.blogspot.com/

Postar um comentário

Comenta? Ficarei feliz em responder :D

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...